terça-feira, 16 de setembro de 2008

A natureza da Oração





A oração é o coração do homem em comunhão com o coração de Deus, o Pai. É o coração do Pai derramando graça e misericórdia sobre o coração do homem. Éo coração do homem, na sua inteireza, buscando conhecer o coração de Deus na sua inteireza. A oração é, essencialmente, a comunhão de dois corações.
C. H. Spurgeon declarou: "A verdadeira oração não e um mero exercício mental, nem uma apresentação vocal, mas é algo muito mais profundo do que isso. É comunhão espiritual com o Criador dos céus e da terra. Deus é espírito invisível aos olhos mortais e perceptível apenas ao homem interior; o nosso espírito que vive em nós, gerado pelo Espírito Santo na nossa regeneração. A oração e um negocio espiritual do inicio ao fim e seu objetivo não termina com o homem, mas alcança o próprio Deus."
Essa visão é um tanto diferente da prática moderna da oração. Vivemos numa sociedade tecnológica, capaz de atender imediatamente os nossos anseios. Temos de tudo, desde purê de batatas instantâneo, até relatório instantâneo da bolsa. Somos a geração do "instantâneo".
Mas, não acontece assim no nosso relacionamento com Deus. Nos não podemos entrar ou sair instantaneamente da presença de Deus. Oração requer tempo. Precisamos aprender, como lemos em Salmos 46:10, "Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus (...)"
Há dois aspectos importantes na comunhão com Deus. Primeiro, precisamos entender que só temos acesso a comunhão com o Pai através de Jesus. Segundo, precisamos aprender a esperar no Senhor e meditar na sua Palavra.

Nenhum comentário: